Nuvens

By: Joana Gião

Mar 05 2012

Categoria: Sem categoria

1 Comentário

Aperture:f/3.1
Focal Length:6.3mm
ISO:50
Shutter:1/800 sec
Camera:FE280,X820,C520

“Nuvens… Existo sem que o saiba e morrerei sem que o queira. (…) Nuvens… Interrogo-me e desconheço-me. Nada tenho feito de útil nem farei de justificável. Tenho gasto a parte da vida que não perdi em interpretar confusamente coisa nenhuma, fazendo versos em prosa às sensações intransmissíveis com que torno meu o universo incógnito. Estou farto de mim, objectiva e subjectivamente. Estou farto de tudo, e do tudo de tudo. Nuvens… São tudo, desmanchamentos do alto, coisas hoje só elas reais entre a terra nula e o céu que não existe; farrapos indescritíveis do tédio que lhes imponho; névoa condensada em ameaças de cor ausente” FERNANDO PESSOA [BERNARDO SOARES], o Livro do Desassossego.

Anúncios

One comment on “Nuvens”

  1. Tal como Pessoa achava que nada fazia de útil nem justificável, nós pensamos muitas vezes o mesmo. Nada mais errado e ele é prova disso!!! Que escrita inspiradora, ninguém o nega.
    Podemos não ver qual o sentido da nossa vida, o que acontece muitas vezes. Mas se nos focarmos um dia de cada vez, em fazer o melhor que conseguirmos no presente e não nos preocuparmos nem com o que há-de vir nem alimentar os fantasmas do passado, tudo melhorará! Lanço-te o desafio 😉

    Essa vai ser a minha próxima leitura e já está na minha mesa de cabeceira, by the way.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: